ABESD na Assembleia da Republica (COFMA) para discutir venda fraudulenta de produtos bancários

 

A ABESD esteve hoje presente na COFMA, para discutir a venda fraudulenta de produtos bancários aos clientes do BES – Banco Espirito Santo e BPES – Banco Privée Espirito Santo.

A ABESD reclama uma solução para todos os lesados do grupo BES / GES e que todos os lesados que foram vítimas de venda fraudulenta de produtos bancários tenham a possibilidade de participar nesse mesmo mecanismo de resolução. Essa mesma venda desajustada do perfil dos clientes foi já admitido pela CMVM em documentação que deixamos aos deputados.

“Portugal já teve demasiados casos inerentes a venda abusiva de produtos bancários com divida do próprio Banco ou de entidades relacionadas. Os nossos associados são disso um exemplo ao ceder as poupanças de forma involuntária a um destes esquemas. Estas formas de venda abusiva que se viram no BPES e BES não se podem repetir mais. Da nossa parte temos alertado e explicado a todos os que nos quiseram receber, como era realizada esta venda fraudulenta e abusiva aos clientes bancários. Está agora na mão dos deputados COFMA, aprovar nesta comissão um relatório forte que tem de exigir às entidades públicas responsáveis: i) intervir na resolução do problema destes cidadãos lesados; ii) exigir a essas mesmas entidades um controlo forte e eficaz sobre o que se faz daqui em diante na venda de produtos aos balcões dos bancos” – disse António Borges, Presidente da Direção da ABESD.

A intervenção do Presidente da Direção da ABESD pode ser descarregada aqui e a respetiva gravação áudio pode ser ouvida aqui.

 

**********

 

A ABESD – Associação de Defesa de Clientes Bancários, é uma associação sem fins lucrativos que foi constituída em Julho de 2014 após o colapso do grupo BES/GES. Os nossos associados são clientes (incluindo emigrantes) das sucursais externas financeiras do grupo BES – Venezuela, Africa Sul, Suiça, etc; que perderam as Suas poupanças em produtos financeiros do BES/GES, tendo sido vitimas de “misselling” aos balcões do BES.

©2019 ABESD - Associação de Defesa dos Clientes Bancários

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?