ABESD vê confirmado o “misselling” que o BES realizou aos clientes em Portugal e aos emigrantes no estrangeiro, com conhecimento do BdP

A ABESD – Associação de defesa dos clientes bancários, em representação dos Seus associados nacionais e emigrantes, vê na reportagem emitida pela SIC e pelos documentos divulgados na mesma, confirmadas as afirmações que temos defendido sobre a situação do BES/GES:

I. Os clientes dos balcões nacionais do BES e das sucursais financeiras exteriores do banco foram manipulados e enganados aquando das Suas aplicações – “misselling”;

II. O Banco de Portugal estava consciente da situação real do BES e da forma como estava a ser feito o financiamento do grupo financeiro e não atuou em devido tempo, permitindo que os clientes assumissem um risco que desconheciam que resultou na perca das Suas poupanças;

Os nossos associados são clientes bancários não qualificados no universo bancário do grupo Espirito Santo, que viram as Suas poupanças serem aplicadas em instituições falidas e com contas falsificadas, sob o aval de aceitação do Banco de Portugal – que tinha conhecimento dessa mesma situação.

A ABESD irá solicitar reuniões com todos os grupos parlamentares a fim de esclarecer que consequências irá haver sobre a informação divulgada e que contradiz as declarações que o governador do Banco de Portugal, prestou na comissão de inquérito do caso BES / GES (e na qual também participamos).

Esta mesma questão iremos endereçar ao gabinete do Primeiro-ministro e ao Sr. Presidente da Republica, a fim de podermos esclarecer que consequências pretendem retirar sobre esta situação.

A ABESD face as situações agora divulgadas, irá brevemente intentar ações judiciais contra entidades publicas e privadas relevantes neste processo.

©2019 ABESD - Associação de Defesa dos Clientes Bancários

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?