A literacia financeira dos associados da ABESD é baixa mas a maioria deles, ao longo de anos, enviou sucessivas remessas de fundos para Portugal. Fizeram-no porque amavam o seu País, porque acreditavam nos bancos e na regulação e porque desejavam um dia voltar para morrer, em paz, entre as suas gentes. Alguns eram pequenos empresários que desenvolveram negócios fora de Portugal mas que sempre preferiram financiar a economia nacional em detrimento dos bancos estrangeiros.

A literacia financeira dos associados da ABESD é baixa mas, mesmo aqueles com maior formação académica, jamais poderiam imaginar aquilo que se estava a passar.

Todos, sem excepção, acreditaram estar a subscrever produtos de rendimento fixo e com retorno garantido. Não eram especuladores, não apostaram em ações nem tão pouco queriam ser donos do BES (embora o fossem sem saber).

O QUE É O MISSELLING?

Misselling é a venda deliberada, imprudente ou negligente de produtos ou serviços financeiros com um risco desadequado ao perfil dos clientes.

Juntos
Somos Fortes
Somos Ouvidos
Venceremos
 
ADERIR AGORA

Todos, sem excepção, perderam todas as suas poupanças que foram ilegalmente canalizadas para financiar o BES (através das respetivas “holdings” controladoras) num esquema criminoso que durante anos a fio contou com o beneplácito dos reguladores em Portugal.

A ABESD entende que não devem e não podem continuar a ser os clientes não qualificados do retalho a perder o produto de uma vida de trabalho cada vez que se descobre mais um charlatão na banca, isto enquanto os reguladores assistem, impávidos e serenos, ao desenrolar dessas catástrofes, desculpabilizando-se por “não ter mecanismos” ou “estar fora da sua competência” e contribuindo para a completa descredibilização do sistema bancário que deveriam defender e preservar.

A ABESD quer reafirmar a sua pretensão de colaborar estreitamente com as autoridades da República no sentido de melhorar este sistema que se tem revelado tão imperfeito e que permitiu criar milhares de lesados de misselling e o desaparecimento de milhões de euros das poupanças dos Portugueses.

©2019 ABESD - Associação de Defesa dos Clientes Bancários

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?